FORGOT YOUR DETAILS?

O QUE É A AYNE?

Uma casa para reunir pessoas, crescer e nos transformar, partilhando e comemorando a diversidade e singularidades de cada indivíduo.
Criamos um espaço acolhedor que inspira beleza e transformação, que promove o encontro e a partilha de saberes, histórias e experiências, por acreditar que é isso que nos faz crescer e nos torna mais fortes.

E tudo isso acontece nos cursos, atendimentos, exposições, palestras, feiras e tudo o que for motivo para nos reunir e comemorar, celebrando os encontros e as transformações.

NOSSOS ESPAÇOS

Instalada em uma casa acolhedora e iluminada, a Ayne conta com 1 auditório para palestras e worshops, 4 salas de atendimento para profissionais da área de saúde, além de um espaço multifuncional para workshops e reuniões.

Apoderamento Feminino

É o poder de apoderar-se dos seus talentos, seus desafios, suas luzes e sombras para ser a melhor versão de si mesma.

NOSSOS SERVIÇOS

Na Ayne, todes as pessoas contam com um grupo de profissionais para assessoria jurídica, contábil, psicológica e financeira.

ASSESSORIA
JURÍDICA

Atendimento personalizado, levando em consideração o caso de cada mulher, as particularidades e sempre respeitando seus desejos.

ASSESSORIA PSICOLÓGICA

Temos um time de psicólogos que atendem na casa, afim de facilitar ainda mais os processos para o bem estar e autoconhecimento.

ASSESSORIA FINANCEIRA

Profissionais qualificados que atuarão na composição de estratégias de organização e recuperação financeira da mulher, de acordo com cada caso.

Reflexões Coletivas

Comunicado Importante!

A Ayne Casa de Cultura comunica à todes que devido ao conhecido avanço do COVID-19, Coronavírus, caracterizado por Pandemia pela Organização Mundial da Saúde e pelas orientações do Ministério de Saúde e a Secretária de Saúde do Estado de São Paulo, nós faremos nossa parte reduzindo pelos próximos dias nossas atividades visando não promover aglomerações

Faz do seu jeito

Quanto dos seus sentimentos você joga pro lado e vai viver sem tentar sentir?Essa pandemia nos tem colocado nessa posição de não sentir ou não se dar ao direito de sentir, não é? Tem quem não veja notícia porque é tudo tão ruim e só faz nos sentir pior, então é melhor não ver, não

Não desiste

Essa semana por questões emergenciais precisei ir pra rua.As coisas estão tentando voltar àquele normal que a gente ainda nem faz ideia do que seja. Me chamou a atenção o número de pessoas na rua. Muita gente! Não consigo ver tanta normalidade assim em mais de 60.000 mortos pra tudo querer ser tão normal. Também
Num papo coma Duda e a Kátia, falávamos de educação anti racista e pensei em aproveitar o último domingo de junho na minha fala pra dividir pensamentos sobre preconceito. Lembro muito bem de quando criança e adolescente ouvir falas de pessoas racistas na minha família. Da mesma forma as piadas de “bixa”, bem como de
TOP