POR QUE EU DEVERIA FAZER TERAPIA?

Talvez essa seja a melhor questão a se fazer e os motivos são inúmeros.

O primeiro tipo de situação que leva uma pessoa a procurar terapia é o que ainda mantém uma visão negativa sobre a psicologia: quando os sintomas físicos não encontram uma solução na medicina e a pessoa é aconselhada pelo médico a procurar um terapeuta. Essas situações ainda carregam um estigma muito negativo de que terapia é para doentes ou malucos.

Por outro lado, existem pessoas que estão buscando entender porque agem de determinada maneira, porque se colocam em situações que parecem se repetir, porque estão sentindo coisas que nem sempre conseguem entender. Esses questionamentos abrem espaço para que nosso conhecimento e percepção de nós memes seja ampliado. Pessoas assim não precisam necessariamente fazer terapia. Mas poderão de beneficiar muito de uma.

Há então os casos em que o sofrimento que estamos sentindo é tão grande que fazer terapia é como um remédio muito potente que nos ajuda a entender porque estamos sofrendo e encontrar saídas mais interessantes para os problemas que estão causando tamanha dor. Nesses casos a terapia é um bálsamo, um espaço neutro, onde podemos olhar para nossa vida junto com uma pessoa que foi treinada para nos oferecer novas perspectivas.

Não termina por aí, são muitos os motivos que podem levar uma pessoa a decidir buscar uma terapia. Mas, ao contrário do que dizem por aí, nem todo mundo DEVE, PRECISA ou DESEJA estar em uma relação de troca que pressupõe crescimento e autoconhecimento.

O fato é que TODAS AS PESSOAS QUE SE PERMITEM EXPERIMENTAR UM PROCESSO TERAPÊUTICO SÉRIO, FEITO POR UM PROFISSIONAL COMPETENTE, SEMPRE SE BENEFICIAM DESSA RELAÇÃO.

O certo é que, uma terapia é um excelente ponto de apoio para qualquer situação que estivermos enfrentando, mas, no fim, cabe a você fazer uma escolha sobre o papel que a terapia pode ter na sua vida, sem imposições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *