Além de me dedicar aos estudos do feminino e ao trabalho com mulheres, nos últimos anos, eu comecei a observar como cada etapa da vida – começando pela minha – é como uma Travessia. Uma sequência de travessias, em verdade…
Cada ciclo com seus movimentos de começos e finalizações e recomeços. E o que mais me chamava atenção era como eu ficava presa em alguns pontos dessa travessia. Como se estivesse chegado diante de um rio e não encontrasse uma ponte, ou não conseguisse enxergar o caminho de pedras que poderia me levar para o outro lado.

Passei um tempo me observando até que decidi que era hora de contar as vezes que consegui chegar do outro lado, assim como os guerreiro das tribos de índios americanos contam os golpes e vão colecionando vitórias.
De repente me percebi experiente nesse processo de atravessar. E desse ato de reconhecimento nasceu o Programa Travessia.

Não sei se vou colocar o Programa no ar esse ano. Estou com outros planos e talvez não consiga me dedicar a ele. Mas decidi contar essa história porque, assim como qualquer caminhada de qualquer travessia, em qualquer jornada, de qualquer busca, chegar ao outro lado acontece apenas depois que você deu UM PRIMEIRO PASSO.

E para qualquer grande transformação, o primeiro passo é a ESCOLHA.
Escolher sair do lugar onde está para um outro que você pode não saber qual é. E talvez, por não saber, acaba estagnada, bem paradinha aí onde está.
Pois então eu te convido a dar um passo. Com medo mesmo. Porque dá medo sair do lugar. E depois olhar para os lados e me dizer o que mudou apenas porque você ESCOLHEU DAR ESSE PRIMEIRO PASSO.

Combinado? Vou ficar esperando a sua resposta.

Por Duda Dorea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *