Você já se sentiu como se estivesse vivendo no automático? Como se a vida estivesse passando diante de seus olhos sem que você conseguisse entender como foi parar nessa roda vida?

E se eu te dissesse que esse é um dos desafios da Jornada da Heroína?

No conto, Sapatinhos Vermelhos, a pequena heroína da história, sem conseguir se livrar daquilo que a fazia rodopiar incessantemente sem que tivesse escolha e nem saída, acaba encontrando uma resolução drástica e apavorante. Mas a verdade é que muitas de nós estamos imersas nesses mesmos ciclos, muitas vezes sem nos dar conta do quanto estamos aprisionadas por escolhas que nem lembramos ou sabemos porque fizemos.

Hoje eu queria te dizer que existe sim outras possibilidades de sair desse ciclo incessante de cansaço e falta de sentido. E que podemos fazer isso antes que seja tarde. Antes de adoecermos, antes de sermos paralisadas ou depois que tudo isso aconteceu e estamos buscando novas formas de estar no mundo.

Aqui na Ayne temos muitos espaços para conversar sobre esses temas.

Temos o círculo de mulheres – um espaço aberto, gratuito, com encontros semanais em que podemos compartilhar nossas histórias e tomar um café.

Vou deixar aqui o convite para que você escreva para nós, que você venha até aqui e até para que você escolha uma das nossas outras atividades e sente conosco para uma pausa. Um momento para respirar e encontrar outras mulheres que também estão ansiando por um merecido descanso.

Vamos nos encontrar?

Por Duda Dorea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *