Amanhecer – Poesia

NAQUELA MANHÃ
OS PÁSSAROS GORJEAVAM
COM SEUS SORRISOS INEXPRESSÍVOS
ERAM AVES APENAS

O SOL APARECIA DO OESTE
O VENTO SOPRAVA
AS POEIRAS DA LEVEZA

O FARFALHAR DAS ÁRVORES ME ARREPIAVAM
A BRISA SOPRAVA OS CABELOS, 
QUE SUSPIRAVAM NATURALMENTE
E TRANSBORDAVAM SENTIMENTOS

NÃO HAVIA NINGUÉM
SOMENTE MILHARES DE PENSAMENTOS,

O CÉU NÃO BROTAVA SENTIMENTOS,
PORÉM EMITIA PALAVRAS, GESTOS
CONTENTAMENTOS AO PRESENCIAR SITUAÇÕES,
DIALOGAR EMOÇÕES, PIRAR.
SOBREVIVER A ESTÍMULOS INESPERADOS.

SÃO INSTRÍNSICOS OS RODOPIARES,
SUBJETIVAS EMOÇÕES;
LATÊNCIA NOS OBJETOS.

Por Vivian Goldmann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *