Amor em Família

Amor em Família

Precisames continuar falando de amor.

Convivência em casa é puro amor. Até quando a gente está muito “possesse da fisionomia”.

Em dias em que se ouve ”aquela” autoridade dizendo: E daí? A gente precisa e muito pensar nos filhes que criamos.

Em casa estamos meu casal de filhes e meu genro. A conivência está muito boa. Perfeita? Não, é claro. Como precisar ficar confinado em casa pode ser bom? Qualquer obrigatoriedade é estressante.

Sabem porque nossa convivência é boa? Porque ouve trabalho de educação desde o início.

Pra quem tem filhes ainda pequenos a maternidade é momento de paciência física. Eles têm energia sobrando e o pouco espaço pra gastar pode ser irritante…para todos, principalmente pra eles mesmes. Não se engane que os limites precisam ser abandonados, mas lembrem-se de flexibilizar pra todes. Eles e vocês. Ouvir filhes pequenos pode ser bem difícil. Exige atenção e, obviamente, respeito.

Pra quem tem filhes adolescentes o momento é de paciência emocional. Eles não querem concordar com vocês, mesmo que achem que vocês estão certos. Adolescência é o experimento de autonomia e, embora eles ainda não a tenham, a segurança da casa e da família é que nos faz entender até onde podemos ir. Inclusive dar desejos de voos altos.

Ouçam com paciência, exponham suas ideias e tentem entender as deles. Vocês também não precisam concordar, mas o papo pelo papo pode ser muito legal.

Temos que lembrar que conversa não vai resolver os problemas do mundo, mas pode dar bagagem pra gente grande preocupada com o mundo. Gente grande que realmente ouve une jovem se permite questionar seus próprios ideais e seus sonhos. No mínimo porque nos permite relembrar dessa energia que nós já tivemos e pode estar menor.

Quem já sentou numa mesa de refeições com essa turma aqui de casa sabe que nada é simples, todas as discussões são acaloradas, mas são discussões de troca de ideias.

Amo minha família!

Por Simone Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *