Caldeirão – Poesia

Fogo Fumegante
Ascendente
Move ciclos
Renova os ventos
E lembra outros tempos.

Aquece, reanima
E queima alma de saudade
Passada
Ultrapassada.

Saudação ao milênio
Que chega pleno de
Pulsações descontroladas.

Desvios
Obstáculos
Metas Encaminhadas.
Solicitação ao universo,
Cujo reverso do verso,
Trará as devidas respostas.

Vivian Goldmann
13/04/01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *