Realidade

Outro dia ouvi da Virgínia minha descrição pra ela. Me emocionou, mas confesso que me deixou bastante perturbada. “A Simone montou esta casa porque ela quer mudar o mundo.” Eu tinha essa certeza com 18 anos. Achei que tinha amadurecido desde então. Parece que não. Fiquei feliz! E preocupada.

Quando a gente é jovem tem ideais de sobra, mas analisando os mais velhos vemos como esses ideais se perdem fácil.

Durante os meus “teens” e os meus 20 fui muito idealista. Quando me tornei mãe ( 31 anos ) acredito que meus olhares modificaram um pouco. Me vi olhando o mundo com mais ternura, na verdade com uma ternura possível. Percebendo como as crianças confiam nos mais velhos, acreditam que o que lhes dizem é a verdade e vendo a naturalidade da esperança que elas têm. Ao mesmo tempo que isso me suavizou acho que vi as pessoas de forma mais realista e também distante, até descrente. Entrei numa fase: faço a minha parte!

As experiências de vida mexeram novamente comigo. Trabalhar com o que é bonito, querer propiciar conforto e bem estar aos outros. Gostar de receber na minha casa, ter gente querida por perto. Isso tudo trouxe meu idealismo de volta. Me reinventei algumas vezes, me dei este direito. Acho que isso torna a gente mais possível.

Nesse início ano a ideia do projeto Ayne completa 3 anos e a casa 2 anos e meio. Estamos indo devagar e sempre. Passamos este tempo angariando mais idealistas e sonhadores que estão tornando nossos sonhos realidade e também trazendo novos em folha.

Mudemos o mundo pra muito melhor!
Sejamos muitos!

Por Simone Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *